Reader Comments

Arquitetos Pop E Investimento Em Arte Tentam Deixar Cingapura Mais 'cool'

"Maria Melissa" (2018-06-16)

 |  Post Reply

acesse aqui

Minha cunhada ligou cedo falando que Flor estava estranha havia alguns dias. Respirei fundo. Quem sabe essa tenha sido a frase que mais escutei no consultórios nos últimos anos: "Meu gato está inusitado, doutora". Extravagante. Geralmente, os donos de gatos não sabem detalhar o que percebem. Todavia, em geral, eles estão certos. Fui ao encontro de Flor. Ela estava deitada em uma das cadeiras da sala, como de costume. O pelo branco seguia bem higienizado e os olhos levemente ramelentos, como a todo o momento foram, desde que Flor fora adotada da rua, doze anos atrás.


Tentei de novo apreender a estranheza. Vieram várias pistas. Antes, bastava uma pessoa entrar no quarto que Flor saltava da cama. Nos últimos dias, seguia deitada. Ninguém a havia visto passear no quintal naquela semana. E os olhos, prazeroso, eles pareciam mais tristes relacionadas do site que o tradicional. Era só. Estava comendo, bebendo, fazendo xixi e coco. Examinei Flor. Quase tudo normal, entretanto por uma localidade endurecida lá dentro do abdômen. No ultrassom, o tumor apareceu. Parecia ter cerca de três centímetros. A princípio, a família titubeou entre operar ou não.


No entanto, dois dias depois, no momento em que ela começou a comer cada vez menos, a decisão foi tomada. Na cirurgia, a choroso surpresa: o tumor tinha mais de 10 centímetros e estava aderido a inúmeras alças intestinais, que começavam a ser comprimidas. Em poucos dias, Flor não conseguiria defecar. Os detalhes técnicos são supérfluos. Ela perdeu a maior quantidade do intestino, não conseguiu acordar da anestesia e nós perdemos Flor, que parecia estar fantástica uma semana antes daquela desolado quarta-feira. Pela meio ambiente, gatos são presas fáceis de vários animais.


A seleção natural os ensinou a acobertar a doença e a fragilidade. Quando um gato fornece sinais de que alguma coisa vai mal, em geral, vai muito mal. E os sinais podem ser bastante discretos. O tumor cresceu ao longo de meses à sombra de nossa cegueira pra cautela. É um mal nacional. Uma busca relacionadas do site Sindicato Nacional da Indústria de Produtos pra Saúde Animal mostra que só 24% dos donos de cães e gatos levam seus animais para consultas periódicas com o medico veterinário. Alguns vão discursar que isso é lobby da indústria para vender mais remédios. Que possa ser: vamos dobrar os números. Menos então, não chegarão a vinte e cinco por cento aqueles proprietários que exercem qualquer tipo de precaução. O resto trata a doença. A dificuldade é que diversas vezes é tarde além da conta.


Zebras, javalis e babuínos assim como são atacados pelos ferozes predadores. Quando crocodilos crescem eles preferem presas maiores para a competência energética. Eu quase agora tinha me esquecido, para falar sobre este tema esse artigo com você eu me inspirei neste website relacionadas do site, por lá você poderá encontrar mais informações valiosas a esse post. Desse modo grandes adultos raramente caçam pequenas presas. Grandes adultos, ás vezes, arriscam atacar presas maiores, como girafas, búfalos, adolescentes hipopótamos e adolescentes elefantes. Em muitos casos, os grandes crocodilos foram observados abatendo presas muito maiores, como o rinoceronte-negro e hipopótamo. No entanto, diferenciado de casos raros, os adultos dessas espécies não são consideradas como presas regulares e são atacados em último caso. Crocodilos do Nilo também são populares por atacar outros grandes predadores como as hienas, guepardos, cães selvagens africanos, chacais, leopardos e até mesmo leões, dependendo da ocasião. Todavia estes predadores são geralmente mais inteligentes e cautelosos em seus arredores do que as presas e são mais difíceis de serem caçados, uma vez que geralmente evitam águas infestadas por crocodilos. A final de economizar energia, crocodilos não preferem tais animais ágeis como a maioria das vezes será de mãos vazias.


Eles normalmente só atacam outros predadores, na carência de presas regulares. Ilustração representando a ligação mítica entre pássaros-palito e crocodilos Crocodilos que vivem perto de aldeias e novas áreas populosas assim como predam animais domésticos. Quando dada a oportunidade, eles são populares por atacarem galinhas, cabras, ovelhas e o gado. Crocodilos-do-nilo assim como atacam em seres humanos com freqüência, com muito mais freqüência do que algumas espécies de crocodilos, bem que em partes das Filipinas e pela Nova Guiné, ataques de crocodilo-de-água-salgada também são comuns. Gnus cruzando o Rio Mara, atacados por um crocodilo Sub-adultos e adultos pequenos usam seus corpos e caudas para encurralarem peixes em direção a um banco de areia, e comê-los com empurrões laterais rápidos de suas cabeças.


  • Trinta e um "Guardando a Tralha / A partir relacionadas do site Radar"
  • Use e abuse dos advogados
  • Continue a todo o momento água limpa e fresca à disposição
  • 82 17 "Outra vez Frustrados"

Eles também cooperam entre si, bloqueando peixes migratórios, formando um semicírculo em frente ao rio. O crocodilo dominante come primeiro. Tua capacidade de se conservar escondido com a maioria de teu corpo debaixo d'água, combinada com a tua velocidade em distâncias curtas, torna-o um eficaz caçador oportunista de presas maiores. Agarram tal presa em suas mandíbulas poderosas, arraste-o para a água, e continue-o por nanico até que ele se afogue.


Eles bem como costumam usurpar a caça de outros predadores, como leões e leopardos. Grupos de crocodilos do Nilo podem viajar centenas de metros de uma hidrovia pra descobrir uma carcaça. Eles assim como se alimentam de hipopótamos mortos como um grupo, tolerando um ao outro. Uma vez que a presa está falecida, eles arrancar e engolir pedaços de carne. No momento em que os grupos estão postando uma caça, eles usam uns aos outros para alavancagem, mordendo com força e, logo depois, torcendo seus corpos de arrancar grandes pedaços de carne em um "rolo da morte". Eles assim como são capazes de comprar a alavancagem necessária, prendendo suas presas ante galhos ou pedras, antes de rolar e rasgando.



Add comment