Reader Comments

A Dieta Das Combinações

"Pedro Bernardo" (2018-06-11)

 |  Post Reply

clique até o próximo post

Às vezes algo mais sério deve acontecer para que uma mobilização ocorra em prol de melhorias. Infelizmente foi por isso que o conteúdo da segurança dos ciclistas que treinam para guerras pela estrada passou a ser abordado com mais frequência. A primeira da vitória da CSCRJ veio em insuficiente tempo e agora foi um marco na história da cidade. Pratico o ciclismo nas ruas do Rio há mais de dezoito anos, principalmente no Aterro do Flamengo.


A fabricação de uma área desse tipo é um marco para todos que praticam o esporte pela cidade. Em 1997 fui atropelada, quando vinha treinar no Aterro. Por que os ciclistas não treinam pela ciclovia? A resposta é bem acessível. Cada ciclovia tem um conjunto de regras específico, mas em sua maioria há um limite de velocidade de trinta Km/h, como é o caso da ciclovia visite meu web site da orla do Rio de Janeiro. A barreira dos trinta Km/h é facilmente ultrapassada pelos ciclistas de maior performance.


  1. Dormir bem

  2. Salada de cenoura ralada o desejo

  3. Faça um agachamento bem lentamente Lentamente, segurando halteres na altura do peito

  4. Lanche da tarde: Duas claras de ovo cozidas e um copo de suco ou leite de soja light

  5. 1 xícara de frutas vermelhas

  6. Coma muitas bolachas "cream cracker" antes de se levantar da cama

  7. Vôlei de praia: Quatrocentos a 550 calorias

Pra se ter uma ideia, no Tour de France, a prova mais conhecida do mundo, a velocidade poderá superar 80 Km/h em alguns trajetos. Em vista disso, a única alternativa de local de treino passa a ser as vias que assim como são utilizadas por automóveis. A alta velocidade das bicicletas aliada à irresponsabilidade por divisão de alguns motoristas representam um grande perigo para os atletas. A APCC surgiu pra diminuir este traço. Seu padrão de funcionamento poderá ser replicado em cada outra cidade para incentivar e cuidar a prática do ciclismo.


Recentemente foi inaugurada a segunda APCC do Rio de Janeiro na Barra da Tijuca, visite meu web site mais uma significativo conquista da CSCRJ. Iniciado como esporte em meados do século XIX na Inglaterra, o ciclismo é basicamente uma corrida de bicicleta em que o objetivo é chegar primeiro a definida meta ou cumprir um percurso no menor tempo possível. O Respeite foi conversar com o presidente da CSCRJ Raphael Pazos. Um outro ambiente divertido que eu adoro e cita-se a respeito do mesmo conteúdo neste website é o website visite meu web site. Pode ser que você goste de ler mais sobre isso nele. Qual a relevância da APCC pra cidade do Rio de Janeiro?


A seriedade da APCC não é somente pra Cidade do Rio de Janeiro e sim para todas as cidades brasileiras. Todas as APCC’s serão uma homenagem a cada um dos ciclistas que ficaram com graves sequelas ou que tiveram sua existência interrompida porque acidentes durante o treinamento. Até pouco tempo tínhamos o autódromo e o velódromo para treinar, porém depois da demolição de ambos só nos restou as vias publicas.


A maioria das pessoas desconhece, mas o ciclismo é o esporte que mais mata no universo, pois que os treinamentos são realizados no mesmo lugar onde circulam os carros. Em nenhum espaço do universo existe uma área onde o poder publico se responsabiliza pela segurança dos ciclistas, seja garantindo o contato zero com os automóveis, seja garantindo o risco zero contra assaltos e roubos a bicicletas. A CSCRJ tem como propósito proteger o poder público a apreender nossas necessidades pra que eles possam atuar de forma mais capaz em prol dessa modalidade esportiva que vem crescendo exponencialmente não só no RJ mais por todo o Brasil. Passado mais de um ano depois da instalação da primeira APCC, é possível perceber alterações na prática do esporte? Hoje em dia em torno de duzentos ciclistas e triatletas treinam diariamente de 3ª a 5ª feira das 4h às 5h30 na APCC ATERRO DO FLAMENGO. Posso admitir que a principal mudança almejada foi atingida: conseguimos minimizar significativamente o número de acidentes (fatais ou não) envolvendo carros e ciclistas de competição em nossa Cidade. Acrescento do número de adeptos a modalidade olímpica ciclismo em qualidade pontualmente de haver um local seguro para treinamento.


Depois da criação da primeira APCC notamos um desenvolvimento no número de ciclistas PNE (portadores de necessidades especiais) do mesmo jeito que o de moças entre 11 a 18 anos. A APCC assim como favorece muito pro acrescento de performance dos ciclistas e triatletas mais experientes que, mesmo a maioria sendo amadores, competem a grau nacional e internacional. Nos dias de hoje contamos com 2 APCC’s pela cidade do Rio. Existe previsão para a instalação de recentes áreas na cidade?



Add comment