Reader Comments

História Em Quadrinhos É Literatura?

"Pedro Antônio" (2018-04-23)

 |  Post Reply

estante para carrinhosSe optar por esse investimento, não seja econômico, utilize um saquinho por volume, isso é muito importante. Colocar duas HQs em uma mesma embalagem pode prejudicar suas edições. Por estarem fechadas elas acabam criando um calor dentro dos sacos e a temperatura fará as capas se colarem desbotando ou machucando seu amado quadrinho.

A ideia da caixa-estante foi implementada ao Viagem pela Literatura, em 2002, com uma unidade. A partir de 2006, número foi aumentando até chegar às cinco atuais. De 2005 a 2011, as caixas-estantes colecionador foram responsáveis por 7730 empréstimos de livros em comunidades de Vitória que não possuem biblioteca.

A coleção de quadrinhos é uma de minhas imensas felicidades, mas, como quase tudo de bom na vida, dá um trabalho danado. que causa boa parte deste trabalho é a variação do formato de publicações no nosso mercado: tenho formatinhos, formato americano, aquele adotado pela HQM pra publicar TWD, álbum, formato que a Pixel apostou um tempo atrás, formato que a Devir adota… Por isso, compro plásticos grandes e os adapto" ao tamanho da hq com fita adesiva. Também as guardo em armários de aço, tipo aqueles que a gente encontra em repartições públicas. Duram um bom tempo, são mais leves e fáceis de limpar. E bem mais em conta que armários de madeira. E compro aquelas pedras anti-mofo e traças.

Navegando pela internet, encontrei esse tutorial para fazer uma estante em miniatura. Cajun Engenharia, no bairro Itararé, está recebendo a caixa-estante desde abril e a educadora social Nayara Girelli foi só elogios ao projeto. "A partir dos vários livros e revistas disponibilizados, cada educando pode criar sua identidade literária. As crianças podem se reconhecer e reconhecer outro e assim entender melhor mundo em que vivem".

Todos por aqui já conhecem a minha paixão pelo universo criado por LoveCraft, e em um de meus passeios pelas livrarias da vida descobri uma obra em hq inspirada no mesmo. Estou falando do "Despertar do Cthulhu em quadrinhos". Minha nova paixão, e como eu me apaixono fácil por livros.

As miniaturas têm tinta, têm pneus de borracha, etc., tudo isto é composto porderivados de petróleo, automaticamente, podem liberar gases que combinados com outros compostos do local de armazenamento podem ocasionar reações químicas que com tempo podem danificar a miniatura, neste caso, sempre tenha alguns cuidados, como abrir periodicamente local de armazenamento,nem que seja por 1 minuto, para liberar os gases; se as prateleiras forem de vidro, não coloque a miniatura diretamente sobre vidro, pois é muito comum chamado derretimento" dos pneus, que é ocasionado por reações químicas do vidro e da borracha, use uma base expositora, ou coloque uma simples caixinhade fósforo" sob a mini, suspendendo-a. Se a prateleira for de madeira pintada ou envernizada, coloque um feltro sobre a prateleira, forrando a mesma, evitando as reações químicas da tinta do expositor com as borracha das minis.

Uns dias depois, comentaram que as editoras dessas capas duras de super-herói foram das poucas do mercado livreiro que conseguiram ficar no azul no pior da krize no ano passado. Tem bastante editor querendo entender e copiar fenômeno. Imaginei centenas de cenas iguais à da banca se repetindo por aí - provavelmente mais em versão virtual, no carrinho de compras da Amazon. É algo recente no Brasil. Entre várias coisas curiosas do fenômeno está essa predileção pelas capas duras, que rende umas analogias entre quem liga colecionismo a buscar solidez no mundo. Pode ser também que as capas duras formam blocos TOC-friendly na estante. Vai saber transtorno obsessivo de cada um.

problema deste caso e que jogos raros podem ser muitas vezes jogos bons ou ruins e acreditem normalmente a quantidade de jogos ruins prevalece, coisas nojentas tipo Cheetahmen, ou seja um colecionador caçador de tesouros deve ter em mente que sua coleção e feita de raros sendo lixos industriais ou não.

custo para adquirir um desses vai depender da região onde você esta residindo, na internet as estantes são oferecidas por preços bem competitivos, mas valor do frete pode torná-las caras. Encomendar em sua região pode ser uma boa, no entanto, os preços cobrados pelo fabricante local pode deixá-las mais desinteressantes do que comprar via rede mundial de computadores. Aproveitar equipamentos existentes em casa podem minimizar os custos, por fim fazer um ambiente amplo totalmente dedicado fica muito legal como no caso do Billy Karam (imagem acima), mas deve ser feito com muito planejamento, pois em caso de desistência da coleção no futuro poderá complicar uso do mesmo para outras finalidades.

Mauricio de Souza é sem dúvida um dos meus autores preferidos de todos os tempos, foi graças a ele que eu tinha com que me entreter nas tardes tediosas de domingo, lendo gibis ou fazendo as atividade do Almanaque da Turma da Mônica e mesmo agora com 33 anos continuo conectada com os personagens do autor, seja pelos vídeos do Mônica Toy (que sou viciadíssima) ou pelas excelentes Graphic Novels. Ler a história de vida desse homem incrível foi uma experiência gratificante e muito bom para entender um pouco da personalidade e perseverança de Maurício.

Add comment