Reader Comments

Coluna Do Menezes O Prazer De Colecionar

"João Gustavo" (2018-04-22)

 |  Post Reply

estantesEste é um dos suportes mais utilizados na hora de guardar gibis, pois permite poupar espaço e conseguir uma arrumação fácil. As caixas de papelão, por serem porosas, têm a vantagem de deixar as revistas "respirar", mas deverão ser bem vedadas para impedir a entrada de pó e insetos.

Como guardar? mais comum é guardar esses volumes enfileirados na vertical (ficam bem bonitos na estante). Mas existe um porém, depois de um tempo peso das paginas pode começar a descolar as paginas da capa, um risco que se agrava principalmente em encadernados pesados como a Edição Definitiva de Sandman (cerca de 600 páginas). Isso não é algo tão comum de acontecer e muitos colecionadores não levam esse fato em consideração na hora de colocar as HQs na estante para discos de vinil.

Nao sou assinante , compro nas bancas e venho tendo tambem duvidas de como melhor expor minhas figuras. se bem que ja as exponho em duas prateleiras, mas como sao 200 aqui no pais, estou pensando em fazer um movel bacana, pois a coleçao merece nao e rs, tive a sorte de encontrar esse grupo em vc faz parque. minha esposa tambem curti as figuras pretento colocalas em uma prateleira com portas de vidro mas na parade tenho lampadas de croica na direçao onde ja estao minha coleçao mas quero polas protegidas com portas bom abraços espero que possamos trocar ideias sobre os marveis saude e paz.

Esta é uma decisão muito particular de cada colecionador. Alguns (não é meu caso) guardam seus carrinhos nas embalagens originais. Existe inclusive um termo para definir as miniaturas que são negociadas sem embalagem: elas são chamadas de loose (solto, em inglês).

Minhas dicas principais são: sites de peso voltados para HQs, como Universo HQ; sites de comparação de preços; sites de editoras; pesquisas profundas sobre promoções; leitura de críticas feitas por gente que conhece muito; Guia dos Quadrinhos, pra organizar direitinho cada coleção e saber que já saiu e que está prestes a chegar; espaço, bom e limpo espaço para guardar os gibis.

Note nas fotos abaixo que ao lado dele tem uma prateleira mais básica e normal. Uso ela para guardar algumas outras coisas que ficam bacanas expostas na sala. Mas estas prateleiras não são muito práticas em suas partes inferiores. Não é uma boa guardar revistas, DVDs, BDs, livros e similares nas partes de baixo, porque ficam mais próximas ao chão e com isso acumulam muito mais sujeira, quem tem cachorro ou criança pequena sempre tem risco de deles pegarem e detonarem que estiver nessa parte de baixo e é por isso que optei por um móvel com gavetas na parte inferior, que chama menos a atenção e protege melhor os itens que estejam na parte debaixo do móvel.

Dito isso, é possível chegar à conclusão de que talvez público das revistas esteja sendo perdido, graças a uma nova forma de consumir as histórias em quadrinhos? Talvez. Creio que isso seja um problema da geração atual, que tem como hino imediatismo.

Com tempo, as revistas que não são vendidas vão paras as caixas da próxima foto. Elas ocupam espaço maior da loja, só com revistas mais antigas. É um corredor bem grande com edições de vários anos. Esse espaço é dedicado quase integralmente aos quadrinhos de grandes editoras dos Estados Unidos e da Inglaterra. Talvez seja sensacional para colecionadores em busca de alguma edição avulsa perdida. Quando visito a loja nunca passo muito tempo ali. Meu lugar preferido é uma sala anexa a esse corredor, dedicado aos quadrinhos independentes, que também tem revistas infantis. No momento está abarrotado de obras dedicados a Hora da Aventura.

As peças são separadas como um quebra-cabeças e você monta da maneira que quiser, obedecendo determinadas larguras, alturas e encaixes que já vem prontos. Pode-se, por exemplo, regular a altura das prateleiras (veja na foto que as laterais da estante têm vários furos brancos para que se possa determinar a altura da prateleira).

As miniaturas têm tinta, têm pneus de borracha, etc., tudo isto é composto porderivados de petróleo, automaticamente, podem liberar gases que combinados com outros compostos do local de armazenamento podem ocasionar reações químicas que com tempo podem danificar a miniatura, neste caso, sempre tenha alguns cuidados, como abrir periodicamente local de armazenamento,nem que seja por 1 minuto, para liberar os gases; se as prateleiras forem de vidro, não coloque a miniatura diretamente sobre vidro, pois é muito comum chamado derretimento" dos pneus, que é ocasionado por reações químicas do vidro e da borracha, use uma base expositora, ou coloque uma simples caixinhade fósforo" sob a mini, suspendendo-a. Se a prateleira for de madeira pintada ou envernizada, coloque um feltro sobre a prateleira, forrando a mesma, evitando as reações químicas da tinta do expositor com as borracha das minis.

A Mari, que padece do mesmo problema, com um pouco mais de entusiasmo por causa da sua organização, um dia desses me disse que estava pensando em doar seus livros da Chimamanda Ngozi Adichie para fazer a coleção nova da Companhia das Letras, com imagens de mulheres negras com cabelo trançado, em cores vivas (ainda não sabemos desfecho dessa história).

Add comment