Reader Comments

O Que é NVM Express (NVMe), O Padrão Criado De forma especial Pra SSDs

"Paulo Lucca" (2018-06-19)

In response to villa di puncak
 |  Post Reply

Os SSDs definitivamente representaram uma melhoria considerável de performance em ligação aos HDs usuais. Mas, mesmo com as interfaces SATA três Gb/s e SATA 6 Gb/s, a conexão SATA já não consegue acompanhar o rápido avanço de funcionamento que os drives de estado sólido vêm possibilitando. Se quiser saber mais dicas a respeito de deste cenário, recomendo a leitura em outro excelente web site navegando pelo link a a frente: É uma Leitura altamente recomendada. Como elaborar um novo modelo SATA leva vários anos de desenvolvimento, aumentaria consideravelmente o consumo energético e acarretaria em custos muito altos para a Serial ATA International Organization (SATA-IO), era necessário localizar outra saída. Por isso, o jeito foi usar uma interface neste instante existente, a PCI Express, É uma Leitura altamente recomendada saída que provou ser bem mais barata, rápida e prática.


Só que otimizar o hardware é só uma fração da equação necessária para aprimorar o desempenho. Além do mais, se fazia necessário um novo protocolo. O AHCI, modelo utilizado nos drives SATA, foi desenvolvido lá em 2004, com os HDs em mente. Deste jeito, ela é melhor otimizada para as características dos discos rigorosos mídias rotativas de alta latência. Foi pra solucionar esse problema que consórcio NVM Express Organization montou a interface Non-Volatile Memory Express (NVMe).


O consórcio é formado por 80 participantes, incluindo gigantes como Intel, Microsoft, Samsung, SanDisk e Seagate. O NVMe foi desenvolvido com unidades de armazenamento não-voláteis de baixa latência (caso dos SSDs) em mente. OBS.: Fomos questionados por alguns leitores em conexão ao NVMe Express ser um protocolo e não É uma Leitura altamente recomendada interface como destacamos ao decorrer do post, porém contactamos a empresa e eles nos informaram que se trata de uma interface.


Com isso, tua principal e mais clara vantagem é doar latências consideravelmente mais baixas do que a AHCI — em média 2.8 µs (microsegundos), contra 6.0 µs da AHCI, de acordo com o blog Anand Tech. O NVMe bem como permite melhor aproveitamento de todos os núcleos da CPU, utilizando melhor o potencial do processador. Antes, a taxa Input/Output Operations Per Second (IOPS) dos drives sofria com o gargalo de um único núcleo da CPU.


  1. Dois und no mesmo frete

  2. um Marcas de Notebook

  3. dois - Estrutura Assistencial

  4. 1 do caderno encargos (Suporte mínimo admitido: 10 servidores por chassi)

  5. Quer lacrimejar

  6. OK (limited) - requires security credentials

site útil

O privilégio mais óbvio de tudo isto é para consumidores corporativos, que possuem cargas de serviço bem mais pesadas, que estavam sendo limitadas pelos padrões SATA e AHCI. Corporações que utilizam a tecnologia de comunicação Fibre Channel brevemente bem como poderão se aproveitar do NVMe. Desde setembro de 2014, um grupo de serviço gerado dentro da Fibre Channel Industry Association (FCIA) está trabalhando pra formar a conexão utilizando o NVMe.


Com isso, a apoio de Fibre Channel agora instalada nessas empresas poderá ser utilizada em conjunto com unidades de armazenamento baseadas pela nova interface. Todavia existem proveitos para os compradores assim como, em especial pela redução do consumo de bateria. Isto acontece porque a menor latência elimina o tempo que o drive está em uso, aumentando o teu tempo inativo e consequentemente reduzindo o consumo.


Além do mais, em alguns casos, o melhor suporte processadores com múltiplos núcleos poderá resultar em melhor funcionamento. Além da conexão PCIe, os SSDs com suporte ao NVMe bem como conseguem utilizar a conexão U.2, que antigamente era conhecida como SFF-8639. Com cada uma destas conexões, a probabilidade é de desempenho consideravelmente superior ao obtido a partir da conexão SATA. Investigando as vantagens do novo modelo, as fabricantes de placas-mãe de imediato o estão incorporando em seus modelos. A primeira a fazer isto, a começar por parceria com a Intel, foi a Asus.


A companhia anunciou que todas as placas das séries Z97 e X99 terão suporte a NVMe, É uma Leitura altamente recomendada questão que foi possível por intermédio de update da UEFI BIOS. No tempo em que isto, a Gigabyte também confirmou que toda a sua linha de mainboards X99, Z97 e H97 toleram NVMe — as X99 de forma nativa, enquanto as algumas devem de update da BIOS. Para fechar, a MSI divulgou que toda a sua série de placas-mãe X99, Z97 e H97 sem demora toleram o padrão por intervenção de atualização da BIOS, assim como a ASRock.


Há pouco tempo nós analisamos o Intel SSD 750 Series, o primeiro drive da indústria com suporte a NVMe lançado pra consumidores. Vale notar que o SSD da Intel retrata exatamente o mesmo desempenho em suas duas versões. Nos testes sintéticos, foi um real passeio do Intel 750, superando por muito os melhores SSDs SATA disponíveis. A observação é que, no caso de usuários domésticos, esse desempenho todo não traz nenhum benefício real.


Com o software BootRacer, medimos o tempo obrigatório para inicializar o sistema operacional, um dos principais atrativos de drives SSD. Apesar de de novo ficar um pouco a frente, fica dentro da margem de empate técnico. Outro teste sensacional é o carregamento de um jogo. Para esta finalidade, utilizamos o Crysis Warhead com teste em cima do mapa "ambush". O conceito do teste foi acessível: computar o tempo que levou da hora que clicamos até a hora em que o gameplay começa.


O teste prático de cópia de arquivos consiste em enviar e ganhar 16.72GB, organizados em um pouco mais de 800 pastas e representando um total de 35 1000 arquivos. O teste utiliza o aplicativo DiskBench para o método. Nesse teste copiamos as pastas/arquivos do drive analisado pra um HD Seagate Barracuda de 2TB padrão Sata 3. Este seria o teste de leitura, pelo motivo de ele não escreve nada no drive analisado.


Detém um quadro clínico de exibição versátil. Os infartos não têm ligação com doenças ou mudanças cardiovasculares e possuem características lacunares, que causam lentidão psicomotora, redução da atenção vantajoso, problemas de memória e fala. DESCRIÇÃO: Paciente feminino, 49 anos, procurou hospital público de Porto Velho, RO, mostrado capítulos de enxaqueca com aura existe um ano e discreta perda de memória há seis meses. Tem história de ataques isquêmicos transitórios recorrentes desde os 15 anos de idade, sem nenhuma sequela motora. DISCUSSÃO: Pela CASADIL acontece uma oclusão das pequenas artérias de adultos, gerando microinfartos cerebrais e áreas de desmielinização.



Add comment