Reader Comments

Hotel Para Gatos Em Jundiaí

"Maria Rebeca" (2018-06-05)

 |  Post Reply

meu site

Pets trazem alegria ao lar e é de partir o coração sair Minha Fonte de dentro de casa e deixá-los sozinhos. É aí que surge a ideia de apadrinhar um "irmãozinho" ou "irmãzinha" para que façam companhia um ao outro. Entretanto e se forem gato e cachorro, como introduzi-los e obter a sensacional convivência? Como lidar com o ciúmes? Moradia e Jardim dialogou com o especialista em jeito animal Alexandre Rossi, o Dr. Pet, e reuniu novas dicas infalíveis.


Se o novo associado da casa é um gato e o anfitrião o cachorro, o recomendado é controlar as interações desde o início. Mesmo que o cão não tenha um instinto de caça aguçado, ele pode ficar entusiasmado com a presença do gato e assustá-lo" explica Alexandre. Quer dizer, mantenha o cachorro na guia e supervisione as interações no momento de introdução. A dica é acostumá-los, porém com a ressalva de que os gatos podem demorar mais para se familiarizar com novo ambiente", destaca.


Assim sendo, o perfeito é que o felino fique em um só cômodo à começo e, quando estiver habituado aqui, o restante da casa seja liberado. Um dos pontos mais consideráveis no momento em que o cão chega após o gato, é que o anfitrião prontamente tenha seus refúgios. Isso visto que, segundo o especialista, o gato podes "escapar" do cachorro enquanto não está acostumado com a presença dele ou quando não quiser interagir.


Como no artigo anterior, o cão necessita estar pela guia durante o tempo que o dono realiza sessões curtas e seguras de interação entre os pets. É significativo checar o grau de estresse dos envolvidos: se um deles não estiver demonstrando interesse pelas recompensas, o estímulo podes estar muito alto e deste jeito é melhor recuar um pouco" esclarece. A dica é botar panos com o cheiro um do outro em locais estratégicos, como, como por exemplo, coloque a coberta do cão no espaço do gato no momento em que ele for comer.


Leia mais: OS CACHORROS SENTEM Inexistência DOS DONOS Quando ELES SAEM? E se o anfitrião se mostrar destrutivo? Controlar inteiramente as interações é muito importante pra manter a segurança de todos e não gerar associações negativas", explica. Caso o anfitrião se mostre bravo, o impecável é começar as interações em um grau mais leve - poderá ser, por exemplo, por intermédio de porta ou à distância, como em um corredor. Comece com sessões curtas e vá aproximando os pets conforme forem demonstrando estarem mais tranquilos e relaxados.


  • Jamais descumpra o Minha Fonte acordo de guarda

  • Use e abuse dos advogados

  • Financial Times

  • 4 Tipos de Areia pra Gatos

  • A Nervura do Real II - Autor(a): Marilena Chaui - Editora: Companhia das Letras

Nessas interações, ofereça a ambos coisas gostosas e que eles valorizem bastante", aponta. Providencie um recinto de descanso, alimentação e banheiro para qualquer um dos pets - apesar de a possibilidade acabar sendo um pouco individual, é importante que qualquer um tenha teu espaço e tuas coisas. O pior a ser feito é parecer, pro anfitrião, que ele perde itens respeitáveis pro novo morador, sobretudo atenção, estima e os além da conta itens que são respeitáveis para ele" explica Dr. Pet. Deste modo, a recomendação é que sempre que o novo integrante da família estiver por perto, o anfitrião não pode perder nada, pelo contrário, só coisas legais necessitam acontecer pra ele. Leia mais: RAÇÃO FAZ BEM OU FAZ MAL? O ciúmes poderá ser demonstrado com algumas atitudes além da hostilidade. Roer móveis, consumir a ração do outro pet e até já as fezes do novo membro, podem ser algumas das opções.


Deste jeito, como diretriz, prefira potes largos e preencha-os de água até a superfície. Diversos gatos, todavia, percebem que os nossos copos (aqueles que deixamos no escritório) costumam ter água fresca e acabam se habituando a doar uma bicadinha na água alheia. Deste modo, avalie o que seu gato gosta mais. Tire a água do sol. Não esqueça que o sol muda de posição no decorrer do dia.


Se você sai cedo e só volta à noite, garanta que a água estará protegida do calor durante todo o período. Se quiser saber mais infos a respeito desse foco, recomendo a leitura em outro fantástico site navegando pelo hiperlink a seguir: minha Fonte. Ofereça alimento úmido. A água contida nos sachês e latinhas acaba sendo ingerida sem que o gato perceba. O alimento úmido também tem carboidratos mais complexos, que não são facilmente absorvidos pelo intestino e que ajudam a precaver a obesidade. Patês são melhores do que pedaços ao molho, que têm menos água e mais amido. Se o teu gato não aceita o alimento úmido, experimente molhar um pouco a ração seca com a qual ele está habituado.



Add comment